A caravana dos músicos do Brasil

Bom, a série que eu queria mesmo fazer, pra TV brasileira era assim.

 

* * * * *

     Um produtor de televisão fracassado busca algum programa de reality show para alavancar a carreira. Decide seguir a ideia de um estagiário: andar pelo Brasil mostrando lugares diferentes e músicos diferentes. Seria tipo “câmera na mão”, visitam a casa e conhecem a história de cada músico da banda, e visitam algum lugar especial da cidade em que estão. Seriam feitas inscrições de bandas e haveria pré-seleção. O que o estagiário não sabia era que, ao vender a ideia, ela seria mudada para o produtor querer mostrar as bandas mais trash, estranhas, ridículas, só pra ganhar ibope (e não pra revelar talentos). E no final do ano, promoveriam votação por telefone, do Brasil todo, pra pior banda ganhar um prêmio em dinheiro – pra ver se melhoravam de algum jeito!

     Mas…… já na primeira banda visitada, o produtor e a equipe se encontram em uma charmosa cidadezinha do interior, em que as pessoas são simples, mas amáveis, rodeados pela natureza e contentes com suas vidas. Ele conhece esta garota, vocalista da banda entrevistada, que anda de bicicleta e mora num chalézinho com horta e jardim. Que se diverte com os amigos, apesar de ser sozinha, que tem atitudes ecológicas e leva uma vida saudável. E ele começa a questionar sua própria vida (com a esposa que só pensa em festas e compras, e uma filha pequena que nem tem contato direito. Com dinheiro pra fazer o que quiser, carro do ano e viagens ao exterior, mas meio… vazia).

1106-hummingbird[1]

     Assim, ele não só se apaixona pela garota, como passa a conhecer outros músicos pelo Brasil afora, de verdadeiro talento, de coração sincero e aberto, e em fotos e lembranças… vai formando a caravana dos músicos do Brasil.

 

* * * * *

– Então o Waguinho ficou como o tal produtor? E vocês? Como se conheceram?

– Ah… eu me apresentava com a banda, né? Aí a gente fez aquele programa de entrevistas, depois aquele outro… acabou que fomos tocar em uma festa bacana, de bacanas… e eu fiquei conhecendo o Waguinho. Conversa vai, vem, a diretoria gostou da ideia e tivemos aval pra fazer a série.

– Você já namorava, na época. E o Waguinho era casado.

– É, é. Você vai mesmo me perguntar isso, né? Eu não vou conseguir fugir?

– Bom, todo mundo tá esperando, ansioso, pra que o Edu e a Mônica fiquem juntos. Acho que a química de vocês em tela foi tão boa que o país inteiro começou a se perguntar se essa não era uma relação que tava rolando na vida real…

– (risos) Não… O Wa realmente passou por uns momentos difíceis, e a gente conversa bastante, nós somos muito próximos na vida real. Mas a nossa relação é diferente da série, é importante não confundir ficção com realidade.

– Mas ele acabou se separando enquanto fazia a série…

– É… são coisas da vida, né?

– E o Edu e a Mônica? Ouvi dizer que teve umas discussões abertas em almoços… que vocês estão sendo pressionados a darem um final feliz pra eles, mas gostariam de deixar tudo no ar?

– Bom… eu, particularmente, acho que a gente conseguiu um belo trabalho com a história do Edu até agora. Nós chegamos onde queríamos, nós queríamos mostrar essa redescoberta de uma vida mais simples, de um cara que descobre o que realmente vale a pena na vida, que não é dinheiro, que não é status. Ele descobre o amor de verdade, uma vida sem tanto desejo “mundano”, mas gratidão e satisfação pelas coisas mais simples e bonitas que há no mundo. Essa era a saga do Edu, esse era o mote principal. E a gente conseguiu isso.

– Mas não vai rolar nem um beijinho?

– Hahaha. É, vocês vão ter que acompanhar, até o final…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s