Adeus, primeiro amor

(Un amour de jeunesse / 2011) **

História: o amor de dois jovens, o rapaz vai para a América do Sul, a moça vira arquiteta em Paris.

:D: uma vez tinha feito o acordo da subjetividade deste blog, em especial nos comentários de filmes. Ainda não criei um jeito mais poético de escrever dos filmes, mas a subjetividade vai de vento em popa! Sim, muitas identificações com o amor juvenil de Camille, mas eu não chorei (!). Algumas frases/fases que todo casal passa, não? São cenas cotidianas de casal, com todo aquele quê natural, ótima a comparação da casa e da arte, louvável a construção do elemento arquitetura, triste acompanhar aquelas cartas, bonito o chapéu. Eu e Camille dividimos as mesmas inseguranças e lágrimas, mas a gente aprende (ou deveria), o tempo passa. Fiquei lembrando do olhar daquele meu rapaz durante a projeção. E se voltássemos depois de tantos anos? Não, existe um rio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s