Clássico: Assim caminha a humanidade

(Giant / 1956) ***

1956-giant

Historinha: um viés do progresso no Texas.
:D: tivemos uma semana de retrospectiva do James Dean este ano no CineSesc, e ver esse filme de proporções grandiosas, como o próprio título original sugere, faz toda a diferença. Rock Hudson é um homenzão, que faz jus à vasta propriedade de seu Benedict, merecendo o amor que perdura por anos da bela e vivaz Elizabeth Taylor. Acompanhamos os dois se conhecendo e casando, as primeiras dificuldades, os problemas inerentes daquela região na época, com os imigrantes empregados do rancho; a ascensão de um novo bem de capital (o petróleo) por meio do Jett de James Dean, ambicioso e meio desvairado; a guerra e a nova geração bem calcada nos filhos do casal principal. O diretor George Stevens sabe trabalhar seus elementos de cena, e eu adoro as cenas construídas de significado – como o quadro de cavalos ao fundo da morte de Luz, ou o touro na mesa em contraste ao telefone negro. E uma coisa que me agrada muito são as vontades de cada um dos personagens, tornando os conflitos sensíveis e compreensíveis, lutando durante a vida pelo que acreditam, como qualquer um de nós – e o bom elenco só contribui para que isso funcione. O fechamento do orgulho de Benedict na lanchonete faz todo sentido e mostra como uma obra pode permanecer forte, quando os envolvidos sabem o que querem passar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s