Como se faz um filme (segundo as categorias do Oscar): fotografia, direção de arte, figurinos e maquiagem

Outra galera que vai ajudar a traduzir as ideias pra película (ou seu equivalente digital) é o pessoal responsável pelo visual do filme.

Onde acontece a história do seu filme? Quando? Cenário, objetos de cena e outras coisitas mais é do que trata o “desenho de produção”, um dos departamentos da direção de arte. As roupas, o cabelo, a maquiagem que os atores vão usar pra fazer sentido no universo do filme são outros pontos que compõe seu visual.

* * *

2012-lesmiserables

Como passar a visão de uma Paris em decadência e depois revolucionária? Como transformar uma bela paisagem em terra de anões, elfos, magos e hobbits? O que uma branca de neve mais fortenha usaria, ou qual o estilo aristocrata de séculos passados? Como transformar alguém numa figura emblemática que existiu na vida real – seja um famoso diretor de cinema ou um presidente?

* * *

Mas para que isso seja mostrado da forma que o espectador realmente seja envolvido conforme pede a proposta do projeto, existe o braço direito do diretor, o cinematographer, responsável pela fotografia. Quem cuida da câmera, das lentes, que tipo de luz, ou até ângulo, enquadramento, necessário pra criar uma determinada atmosfera.

* * *

Lembram dos efeitos de sombras e luzes em Lincoln? E James Bond descarrilando um trem, ou treinando no novo MI6 é bem diferente dele flertando com uma dama em Xangai ou explodindo castelos, certo?

Se eu fosse da Academia…

… meu voto pra fotografia fica com As aventuras de Pi. Num rio indiano, numa tempestade, ao sol de um deserto de oceano, à luz de uma ilha carnívora.

… desenho de produção é outro difícil. Gosto do desenho de O hobbit, embora não tenha gostado muito do filme em si. Para não ser um voto inútil, fica com Anna Karenina.

… figurinos pra todos os gostos em Os miseráveis, de escravo, fardas de policiais, ricos senhores, jovens revolucionários, peças românticas e até religiosas.

… maquiagem e cabelo: Os miseráveis. Só a cena da transformação da Fantini já valeria, mas tem os outros miseráveis das ruas francesas, o alívio cômico, as transformações de Jean Valjean.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s