Algumas palavras sobre o Papa

Quando começou este ano de 2013 eu pensei em algumas coisas que eu queria fazer e considerei possível realizar neste ano. Uma das coisas foi escrever textos mais inspiradores neste blog, pra que, se algum desavisado acabar caindo por acidente aqui, talvez o texto possa ajudar de alguma forma – porque todos nós humanos adoramos pensar sobre a vida (não?).

A verdade é que ando meio “empacada” com essa intenção. Eu queria ter escrito sobre As sessões, que foi um filme surpreendentemente adorável pra mim e eu recomendaria pra muitas pessoas; ou algo sobre Killer Joe, um que subverte qualquer expectativa que possamos ter; ou mesmo sobre Oz, mágico e poderoso, que tem um certo charme por dialogar com aquele clássico de 1939… Aí os dias passam e acabo não escrevendo nada – vamos acrescentar também que estou sem internet em casa, só acessando pelo serviço, o que dificulta bastante minha vida virtual. Sem falar que meu celular também está em pane e nem consigo mais ver as notícias pelo twitter nos meus trajetos de casa para o serviço =(

 
20130222-madhu1

Talvez, e só talvez, eu comece a escrever mais sobre mim (maaais???) e surja alguma inspiração? Mas eu não quero falar mais da maratona pra terminar Chuck (4a e 5a temporada, yey!). Eu poderia indicar pra vocês o Madhu onde fui comer com algumas amigas ou falar que fui no Rhino Pub outro dia e ouvi a Cowbell tocar – o que foi muito legal, eles tocaram Foo Fighters, Oasis, Elvis, Beatles, U2 e até a faixa do seriado Friends, imagina se não gostei?

Então… bem, então acaba assim: eu falando do novo Papa. Porque, afinal de contas, este blog é mais pessoal do que sobre filmes e tem várias pessoas que me conhecem e sabem que o meu serviço é em um templo. Como não estamos falando de futebol, acho que posso admitir sem medo de que eu gostei bastante da decisão do conclave… O novo Papa tinha que ser da América do Sul, né, olha só o tanto de fiéis que existem por aqui! E gostei também do fato de ele parecer ser bem simples – a Globo mostrou que ele nem usou joias ou aquelas vestes suntuosas. Mas o que mais gostei foi o nome escolhido por ele, lembrando São Francisco de Assis, quem, pelo que entendo, tem uma história semelhante à de Buda. Foi alguém que abdicou de luxos materiais para seguir o caminho religioso e ajudar outras pessoas, e também não se restringiu ao confinamento num monastério, saindo para pregar os ensinamentos e se envolver mais com a sociedade em geral. Gostei bastante de conhecer essa história, esses são detalhes que eu também gosto na história do Buda.

Fico esperançosa para que, talvez, este Papa tenha um olhar mais atencioso aos mais pobres, que sirva de representação maior de uma nova era, em que há maior aceitação de pessoas diversas e todos se preocupem menos com as coisas materiais (aquele consumismo desenfreado propiciado pela globalização, aquelas iniciativas bélicas desnecessárias etc).

Eu sou uma daquelas pessoas que gosta de apreciar as coisas simples da vida. Desde que eu era criança, nunca tive grandes ambições materiais, ou mesmo de fama e poder, sempre achei que a vida podia ser muito mais por muito menos. É lógico que precisamos de dinheiro pra comer e pagar umas contas básicas, mas precisamos ter mais do que dinheiro em mente, eu acho. Quer dizer, será que é tão importante assim ter o carro do ano, ou roupas de determinada marca?

Eu sei bem como é ter um monte de dívidas pra pagar, não poder fazer certas coisas por falta de grana, ficar com dor de cabeça sem saber como resolver certas situações. As dívidas na verdade são mais dos meus pais do que minhas, um dos motivos por eu não conseguir, por exemplo, fazer os cursos que eu queria. E não adianta esperar milagre, ganhar na mega-sena! Pelo menos na maioria das vezes, a gente sabe muito bem o que tem que fazer. Cortar o que não é necessário, se “segurar” naquelas vontades loucas, talvez seja o caso até de renegociar dívidas ou ver qual a prioridade de pagamentos, tentar se planejar – porque seu salário é tal e é com isso que você tem que se virar. Ou seja, é preciso ter vontade de mudar, disciplina e determinação pra continuar, e muuuita paciência. Nada que um bom budista (ou religioso?) não aprenda a desenvolver, né? Nem que seja assim, pela necessidade.

Outra coisa é também dar mais valor. Dar valor ao que temos, ao que podemos ter… Se eu posso ter saúde e ir trabalhar. Se eu tenho amigos ou familiares que lembram de mim. Se eu posso hoje ser uma pessoa mais em paz, se posso dizer que aprendi algo na vida.

Outro dia eu fui ao cinema e fiquei super contente, pois consegui ver sessão 3D, legendado, com ingresso bem mais barato – um exemplo bobo, mas cada um tem um amor na vida pra lhe trazer felicidade… Sempre que penso nessa questão da falta de dindin eu também lembro de A Rosa Púrpura do Cairo, como a moça ia pelo menos uma vez no cinema em meio àquela Depressão. Essas viagens na sala escura são pra mim também pequenas alegrias desta vidinha simples. E talvez eu não consiga escrever por aqui sobre todos os filmes, assim como já não acho mais que um dia vou trabalhar em um set de filmagens – e tudo bem, mas posso compartilhar alguns pensamentos que possam nutrir um pouco a alma. São poucas as pessoas que visitam este espaço, talvez um amigo ou outro, então tudo bem eu não falar, por exemplo, de Colegas (estapafúrdio), não é? Tudo bem.

Anúncios

3 respostas para “Algumas palavras sobre o Papa”

  1. Um cara que adota o nome de Francisco e é jesuíta. Mas pra um cardeal que usa busão lotado e prepara sua própria comida já é algo louvável. Viu aquela cruz dele? Ele só tem aquela cruz, toda surrada, mas continua usando ela. Simples e de madeira. Curti também o papa Chiquinho!

    1. Eu vi a cruz sim, apontaram mesmo que nem de ouro é.
      Ontem à noite no Roda Viva foi o Leonardo Boff e ele também está animado com o novo Papa! Que venham ventos bons! ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s