Yo soy Betty, la fea – Ep.145 – 149

Então, na semana passada a Rede TV passou a dar início na novela às 18:30… eu não tô exatamente reclamando, porque os episódios estavam curtos demais mesmo, considerando como as propagandas comerciais cresceram nos últimos meses. Mas como eu não tava sabendo, perdi 15 minutos de um dia (e depois vi pela internet) e meu irmão também esqueceu de mudar o canal pra mim em outro… Cá entre nós, outra coisa chata, parece que uma das colaboradoras da página do face teve um probleminha e não vai ter mais vídeo atualizado dos episódios dublados… :( Enfim, espero não perder mais a gravação dos episódios, mas renovo minha esperança de que ainda este ano a novela acabe!

E eu sabia que quando chegasse nesta parte de Cartagena eu ia ficar com vontade de escrever todos os dias! Quantas pessoas não gostariam de passar por uma viagem de renovação, com uma mudança completa de ares poder mudar a si mesmo? Betty faz isso! Não sem indagações, hesitação, o que seria natural, já que a vida inteira dela ela teve o mesmo cabelo, o mesmo tipo de roupas…

Ep. 145 (30/09/2013)

Betty conversa com a Miss Colômbia no intervalo das gravações, pergunta se ela é escrava do espelho, fica sabendo que a Miss não se achava bonita, vestia-se mal e sempre foi magra demais, mas depois decidiu mudar – e se fez algumas das mesmas perguntas que Betty faz. Armando liga para a casa de Betty, mas não consegue saber de seu paradeiro, faz Mário atender seu Hermes (“que pai chato ela tem!”), que só fica sabendo que ela não está na cidade. Depois Calderón passa para Julia e Armando pede para que a mãe dê o recado à Betty sobre negócios pendentes na EcoModa, que precisam ser resolvidos e que ela precisaria estar numa reunião pela manhã do dia seguinte. Já no hotel, Catalina e Betty recebem a Taís Araújo, que supostamente estaria fazendo uma matéria sobre misses em Cartagena – Catalina pede para que Betty a encontre mais tarde para irem todos a uma festa numa fragata britânica. Ao entrar no quarto, Betty atende o telefone, a mãe conta que Armando ligou, Betty diz que se for algo muito grave, que Nicolas vá para a EcoModa resolver. Betty só tem uma roupa preta que parece para velório, mas como é um coquetel, Catalina se dispõe a emprestar um vestido; tenta convencê-la que está em outra cidade e poderia tentar um estilo diferente, experimentar mudar um pouquinho. Na empresa, Marcela vai encurralar Armando sobre a presença de Betty na reunião do dia seguinte, Armando acaba admitindo que não sabe onde ela está. Michel conversa com algumas convidadas, entre elas, Taís Araújo, que faz uma super propaganda do carnaval de Salvador. Betty desce com o vestido emprestado de Catalina e todos saem juntos. Dona Júlia conta a Nicolas o que aconteceu, ele alega estar arriscando a vida indo na EcoModa; quando Armando liga, a mãe de Betty também fala o mesmo, que a filha têm muitos compromissos e não poderá comparecer, mas Nicolas poderá ir – Armando acha uma loucura, mas concorda, pois não tem opção, ainda pede para que Dona Júlia diga à Betty que não se esconda mais, pois ele precisa dela. Betty chega na festa com as misses e outros convidados, é uma festa com muita pompa, além de jornalistas entrevistando, Betty está perdida e não consegue se misturar bem, Catalina diz que ela tem que se animar, Betty tenta ajudar como pode, pede autógrafo de Taís para mãe, que adora a “Xica da Silva”, se solta um pouco.

(!) Mário para Armando, que se exalta porque não sabe mais o que fazer sobre Betty: “ah, esqueci que era a hora da histeria! Me avise quando passar, tá?”

 

Ep. 146 (01/10/2013)

Marcela pede para conversar com Armando quando fica sabendo que Betty enviará um representante para a reunião. Armando tenta tranquilizar a ex-noiva dizendo que Betty deve ter achado que os papéis estavam todos certos, Marcela provoca dizendo que Armando tem tanta confiança na feia, mas nem sabe onde ela está; acaba perguntando se Armando se apaixonou pela Beatriz, e ele acaba admitindo que sim. Marcela chora e tenta bater nele, diz que ele vai sofrer muito.

Em Cartagena, Catalina repreende Betty, que ainda está querendo ir embora e se recusa a mudar. Diz que a vida está pedindo uma mudança de Betty e pede para dê uma chance para Catalina, ela sabe que profissionalmente Betty é segura e que o problema é enfrentar o espelho… Na manhã seguinte, Betty vê Taís correndo pela praia e tenta se imaginar também; Taís pergunta o que aconteceu na noite anterior, Betty responde que estava cansada, mas Taís sugere que o que ela sentia parecia “saudade”. Explica que há várias formas de driblar a saudade, fala de novo do carnaval, depois de Iemanjá, tentar jogar fora a tristeza, Taís pede para dançarem, que é um bom exercício para exorcizar a tristeza e a melancolia, a corrida também – puxa Betty para gritar bem do fundo alma! (isso é muito engraçado!!! E a musiquinha de fundo?). Depois da corrida e de um banho, Betty vai com Catalina acompanhar a celebração do navio Glória, com presença do presidente. Depois de música, há também o reencontro dos marinheiros com familiares; Catalina diz que gostaria de apresentá-la ao presidente, Betty reclama da roupa e Catalina acha muito bom ela estar pensando nisso – será a última vez que sairão com esta Betty. Depois do evento, Angél leva Betty até o centro, para comprar roupas…

Na empresa, cada um que vai chegando está ansioso para saber se Betty virá para a reunião. Reúnem-se Daniel e os advogados, Roberto e Margarida, Marcela; Armando e Mário finalmente entram e avisam que Betty não virá e enviará um representante. Nicolas chega na EcoModa e Paty o avista, quer chamar os seguranças, mas ele segue correndo para a sala de reuniões. Os advogados avisam que as procurações não são suficientes, Beatriz precisa comparecer e assinar documentos. Nicolas fica repetindo que não é autorizado a dizer onde está Betty, mas ela liga para casa e ele poderá então avisá-la, Roberto sugere cancelarem a reunião; antes de sair, Armando pede para conversar com Nicolas: diz que a situação está saindo de suas mãos, implora que ela apareça, pede o favor a Nicolas, para que a convença a ligar para ele. Nicolas repudia, diz que a diretoria também fez pouco caso de Betty, pergunta se só porque Armando implora ela deveria responder, alega não ter que prestar favor nenhum, além disso, Betty deve estar muito melhor longe dali. Ainda antes de conseguir sair, as meninas do quartel o encurralam, mas Nicolas diz que não pode contar nada de Betty; Paty também briga com o “descarado” e não o deixa entrar no elevador, até que chegam Margarida e Marcela, “que horror!”.

 

Ep. 147 (02/10/2013)

Nicolas chega na casa de Betty e é recepcionado por Roman e seus amigos, que perguntam quando ele vai voltar de férias; entre zombarias, Nicolas acaba entregando que Betty está em Cartagena trabalhando no concurso de Miss (pra quê…), “tá representando qual estado?” – “deve ser o estado lamentável!”. Depois de Hermes assustá-los, eles entram e Nicolas diz que esclareceu algumas coisas na EcoModa, e o pai de Betty fica contente, se gabando que os Pinzón são honrados. Mas depois, para Dona Júlia, Nicolas admite que foi feio e que ele acha que Betty deveria voltar e enfrentá-los; Júlia fica preocupadíssima e suplica para que Nicolas conte o que está acontecendo. Na EcoModa, Mário tenta acompanhar o Concurso de Miss pela TV, mas nem percebe que Betty está lá, enquanto conversa com Armando, que reclama que não sabe de nada e nem a família nem Nicolas pretendem ajudá-lo, além de contar a Mário que confessou à Marcela que está apaixonado por Betty. Comendo seu “chocolatinho”, Nicolas explica para a mãe de Betty sobre o embargo e que Betty agora é dona das duas empresas, como ela se demitiu e precisaria assinar outros documentos, pensam que a feia fugiu.

Em Cartagena, Catalina leva Betty ao cabeleireiro, mas a feia é bem difícil, diz que no modelo da revista qualquer penteado fica bom – o cabeleireiro reclama com Cata que ela não quer ser tocada, a amiga sugere então que só façam um xampu e cortem “dois dedinhos” (em off, pede para tirar a franja!). O moço fala que não vai doer nada, Betty não quer tirar o óculos nem pra lavar o cabelo, Catalina diz que cuidará deles. À noite, Angél encontra Michel e pergunta de Franco DeVitta, Betty chega e Michel se surpreende – Betty está de cabelo e vestido novo. Cada um vai por um lado e Betty acaba encontrando Franco, avisa que Catalina o estava procurando, pede para que ele espere ali, mas DeVitta convida Betty a se sentar e esperarem por Catalina por ali. Betty está nervosa, pede um suco de amora – e Franco a acompanha! Hahaha Depois puxa conversa, o que achou da Colômbia, se gosta de Cartagena, cantarola um pouquinho e se envergonha, começa a olhar no espelhinho, desacostumada com o novo cabelo, mas Franco diz que ela está muito bem, muito “renovada” (a dublagem falou “fresca”). Finalmente Catalina chega e Betty os deixa conversando, depois conta a Michel que seu Franco lhe deu dois beijos e que o penteado antigo fazia parte de si por isso está estranhando. Combinam então de fazerem uma despedida divertida e típica com Taís, pois ela já terá que ir.

Armando bebe sem parar, Mário pergunta se teve notícias da Betty, se assusta ao ver que o amigo carrega uma fotinho de Betty na carteira! O amigo pergunta por que eles não estão tentando arrumar um jeito de se recuperar, das finanças e de quebra a honra, mas Armando diz que não consegue se concentrar e precisa resolver sua situação com Betty primeiro.

Dona Júlia liga para o hotel e consegue falar com Betty, que está toda animada com seu dia; até que Nicolas explica o que está acontecendo e pede para que a amiga volte, Betty diz que já se comprometeu com Catalina a ficar até o final do concurso e que não pode mais ficar se submetendo ao que eles querem; informa a Nicolas que só voltará na semana seguinte. Dona Júlia pede a Nicolas que ele volte no dia seguinte para mostrar a cara, quando Armando liga e ela avisa que Nicolas vai no lugar da filha; ela pergunta a Nicolas o que fizeram para que a filha ficasse tão magoada e não mais defendesse nem o ex-chefe, Nicolas diz que nem ele perdoaria também.

(!) Seu Hermes: “o dinheiro é uma ilusão!”

 

Ep. 148 (03/10/2013)

Betty está se divertindo com seu grupo de amigos, para a despedida de Taís, enquanto Armando bebe sem parar e dá um grito chamando pelo seu nome – no mesmo momento a feia tem um baque. Mas logo o pessoal volta a animá-la, festejando na praia próxima do hotel e Michel puxa Betty para dançar. As pessoas vão voltando para seus quartos, Michel a convida para ficar um pouco mais lhe fazendo companhia, mas Betty diz que vai embora, então ele pede uma música de “dor de cotovelo”; Catalina diz que Michel anda sendo muito amável e que Betty está sendo indelicada, então ela fica mais um pouco conversando com o amigo de Angél. Betty admite gostar muito do mar, mas terá que voltar para casa e sabe que muitos problemas a esperam; Michel a acompanha até a porta do quarto, Betty agradece pela noite.

Já Armando sai e vai beber num bar, bebe demais, grita com o bartender e depois pede desculpas, fica resmungando que perdeu a presidência, a noiva, a mulher que ama… mostra a foto de Betty e Ramón fica assustado, Armando o faz dizer que é divina. Já é horário de fechar o bar; Mônica, uma moça conhecida e fofoqueira, o vê e comenta do cancelamento do casamento e que ele não mudou nada. O atendente pede para Armando ir de táxi, ele dá umas voltas, fala para Mônica “Lewinsky” que pode tirar umas fotos dela e se apresenta para o taxista, diz que ele mesmo pode acelerar…

De manhã, Betty comenta com Catalina que acha que Michel só está sendo amável porque é amigo de Angél, Catalina diz que ela não precisa ser tão exigente e que façam uma caminhada para espantar as preocupações. Na EcoModa todos chegam menos Armando, até que todos se reúnem na sala e ele aparece todo amarrotado, avisando a todos que Betty não virá e enviará seu representante novamente.

 

Ep. 149 (04/10/2013)

Nicolas aparece e até traz uma florzinha vermelha para Paty que continua recriminando o “desgraçado”. Na reunião, o amigo de Betty avisa que ela só aparecerá na semana seguinte; o advogado explica que o processo ainda não terminou e o juiz ainda não deu a sentença, por isso Betty precisa vir assinar os papeis renunciando; Marcela e Daniel fazem pressão com suspeitas, Roberto dispensa Nicolas, que diz que eles estão julgando mal, Marcela diz que não ficarão de braços cruzados. Daniel concorda com Marcela, Armando acha que não estão em condições de fazer represálias, Daniel e Marcela notam que está cheirando a bebida e com a mesma roupa, Roberto também diz que Armando nem poderia ter pensado em aparecer desse jeito e ao final admite que é suspeito esse comportamento de Betty. Calderón discute com Armando após a reunião, para que ele acorde, está pensando apenas no emocional, mas e a empresa?

Em Cartagena, Catalina comenta com Michel que ficou desconcertada que Betty ache que ele está sendo amável apenas por dó, por ser amigo de Catalina. Ela explica que ela é uma profissional brilhante, mas também passa por um momento difícil e gostaria de ajudar a levantar sua autoestima e seu astral. Michel esclarece que no início não a conhecia, mas a viu sair de um estado solitário e triste e ficar contente, feliz, lamenta que Betty tenha pensado ser apenas por piedade e Catalina pede para que deixe isso claro com ela. Enquanto isso, Betty liga para casa e Nicolas conta das suspeitas na EcoModa. Betty se recusa a informar onde está, pois não quer incomodar Catalina, quer ficar em paz porque passa por um processo pessoal muito importante, além disso, Mário e Armando sempre desconfiaram dela e ela não pode parar tudo por eles; Betty entende que é ruim para Nicolas aparecer na EcoModa, pede para que deixe então para os advogados resolverem a questão – se eles não confiam nela, ela também não confia neles. Ao saber disso, Júlia pergunta por que ela está querendo desafiar essa gente e o que foi que eles fizeram para ela ficar tão sentida, Nicolas pede para que Júlia pergunte à filha quando Betty voltar.

A mãe de Armando vai conversar, diz que não é pra pressionar sobre o que ele fez de errado e sobre o casamento, mas que está preocupada como mãe. Armando admite que errou e diz que ainda está recolhendo seus pedaços, mas um dia vai voltar o herói que a mãe espera; Margarida pergunta e se Betty não voltar e não devolver a empresa, e se já tiver outro alguém? A mãe diz que está ao seu lado, pede para que recupere o que perdeu, que não precisa ser herói, suplica para que não se destrua e pense bem, indaga se ele se apaixonou por Betty, argumenta que ali perto tem uma mulher de verdade, que o ama incondicionalmente. Ela sai e vai pedir ajuda a Calderón, para que não lave as mãos e faça Armando esquecer “daquela mulher”.

Nicolas liga para o advogado e fica sabendo que o processo seguiu em frente e que o juiz já sentenciou em favor da Terra Moda.

Depois do desfile de Misses, Betty não parece muito à vontade sobre ir na festa de Santa Tereza e Catalina sugere irem novamente ao salão de beleza.

(!) Daniel: “Armando, sabia que por muito menos um japonês já teria feito harakiri?”

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s