Blue Jasmine

poster
Blue Jasmine / 2013 ***

Historinha: uma ricaça que perde a noção.

:D – a versão de Woody Allen para Um bonde chamado desejo.

– Cate Blanchett é, sozinha, um espetáculo de atuação.

– como, apesar de ser condenáveis as atitudes de Blanche Jasmine, até torcemos para que ela consiga mesmo seguir com sua farsa e casar com o arquiteto.

– como vemos os flashbacks como um sonho dourado (afinal, vemos pelos olhos de Jasmine), contrastando com a realidade menos luminosa.

– e a fragmentação narrativa não lhes parece apropriadamente representar a mente e a falta de nexo de Jasmine? Entre idas e vindas de passado e presente, com direito a um elemento surpresa no finalzinho – como aquela memória que nosso consciente diminui para que possamos fingir esquecer.

– porque Sally Hawkins faz a gente querer comentar: “é isso aí! deixa cada um ser feliz do jeito que quiser”.

Clique aqui para ver como isso pode ter algo a ver com o Budismo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s