Audiovisual – semana #3

(semana 10/03 – 14/03)

10/03 – História do cinema

O primeiro cinema. Vimos alguns curtas…

1 The kiss (Thomas A. Edison), e o bigode! Registro de época, a pornografia já morreu?

2 Serpentine dances (Sandow)

3 Sprinkled Sprinkler (Lumière), germe de enquadramento e roteiro.

4 The great train robbery (Edwin S Porter). Pintado, noção de montagem, atira no público… (até comentário sobre O que é isso companheiro? e subversão de valores – torturador/jovens guerrilheiros). Um pouco sobre a relação cinema/guerra, censura.

E vimos partes da obra de Méliès!!! Le voyage dans la lune (1902; Méliès). L’eclipse du Soleil en pleine lune (1907). Le voyage à travers l’impossible (1904). Les cartes vivantes (1904). Le royaume des fées (1903). A importância desse mágico para a história do cinema… o potencial do corte, movimentos, inventa os estúdios. Ponto mais nobre da plateia no teatro.

 

11/03 – Projeto Integrador / Introdução à direção audiovisual

1) Continuando a visão geral na produção de um filme. A equipe de som / montagem / designer de som. Um pouco sobre direitos autorais (patrimônio pertence ao produtor; autoral é do diretor). Pensar um novo modelo de negócios. Registro, pois ideias são propriedade do autor.

2) Diferença grande entre diretor e produtor. Produtor também está envolvido no processo criativo, cuida do operacional e se relaciona muito com o assistente de produção. O diretor deve saber por quê/pra quê do filme, trata de conteúdo/forma, conceito/lógica. Leitura de alguns exercícios escritos por alunos (esboço de roteiro, com descrição de um personagem por imagens).

 

12/03 – Tecnologia do audiovisual / Fundamentos da imagem

1) A história da tecnologia se liga à sociologia. Seminários “Primeiros cinemas”: irmãos Skaladanowsky, irmãos Lumière x Thomas A. Edison. Filmes de viagem – mostravam cenas do mundo; o que o cinematógrafo representou; primeiro travelling por Veneza. As exibições (café-concert, vaudevilles, nickelodeons); 3D/5D; público proletariado; cinema com atrações circenses; Méliès; no Brasil (1896 primeira exibição, Segreto, popularização na década de 20). O cinema mudo e intertítulos.

2) Como a maioria não tinha visto o filme indicado, o professor passou os primeiros 30 minutos de A caverna dos sonhos esquecidos (2010; Werner Herzog). Vemos um desejo de movimento, a questão da mímeses já existia antes dos gregos, a função diferenciada da imagem – como se tivesse próprio poder, especulação de não se verem tão distantes dos animais. Visão religiosa do Egito é diferente, preservar algo que pereceu; Gombrich fala da função que se modifica, tentar compreender dado momento.

 

13/03 – Narrativas e Argumento

Trecho de C.R.A.Z.Y. (2005; Vallé). As relações entre os personagens, como vemos pelo olhar subjetivo de Zac, mas há momentos de memória mais “objetiva”. Curta Janela Aberta (2002; Barcinski). A importância de saber o que se quer expressar. Pensar nas histórias que gostaríamos de realizar (para construção de argumento e roteiro).

 

14/03 – Cultura e Teoria da Comunicação

Diversas acepções de comunicação; códigos e significação; construir relações; alterações na organização social que leva à comunicação para massas. Concepções predominantes: cristã, individualista, marxista. (classe social é diferente de grupo social, discursos da igreja).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s