Post é luxo

E eis que este blog volta à suspensão e suspeito que nem aqueles poucos 2 leitores que eu tinha já me visitarão mais. Então, vamos aproveitar pra lançar um post sem categoria. Que saudades de escrever!

Bem, o projeto de continuar por aqui com os resumos audiovisuais continua, só preciso atualizar as últimas semanas. Mas eu queria tanto escrever sobre as obras maravilhosas que tenho visto… tô até querendo radicalizar (mais ainda) e postar impressões brutas, concebidas tão logo termine a projeção, sem nenhuma reflexão mermo, no calor do momento.

Caso é clássico: quando a gente tem tempo, não escreve, quando não tem, quer escrever. Pois a principal razão de ter largado isto aqui foi pura e simples vida cheia demais – olha só o meu tamanho, que é que eu pretendo saindo por aí pra abraçar o mundo?

No decorrer dos últimos meses tornou-se comum eu não dormir por pelo menos um dia da semana. Pra fazer trabalhos para o novo curso universitário.

Desisti de ter qualquer vida social. E, pasmem, agora que estudo cinema, tenho ido cada vez menos ao cinema… as estreias da semana? Que é isso? Isso foi substituído por recorrentes visitas ao tio Torrent, que antes era quase que um último recurso pra esta pessoinha que sempre apreciou a aura de Adorno (? hahaha até parece que eu aprendi a falar difícil, que nada). Quero dizer, mesmo hoje eu ainda aprecio a experiência do cinema, ir pra sala escura, ver com aquela telona e o sonzão… a experiência do Ismail Xavier? Tá bom, parei, vai.

E junte-se ao fato deste corpo calejado enfrentar nova vida acadêmica (depois de 5 anos parada, gente! Garanto que existe um processo praticamente Lamarkiano aí), junte-se uma mudança de casa em várias etapas (visita a imóvel, consertos, pintar paredes, arrumar bagunça, mudar coisas grandes, inúmeras viagens de carro pras coisas pequenas, limpa a casa, quebra o carro, empresta carro, vistoria, volta pra limpar janelas no apartamento, ver pintor, entregar chaves, acerta o boleto de encerramento)… tá explicada a escassez de posts? Ainda não?

No templo, justo este ano me colocam pra liderar atividades e lá vai pensar, planejar, organizar, tentar incentivar. Recebe convidados de fora, treinamento espiritual intenso.

Picuinhas a resolver, algumas preocupações, mais recentemente uma gripe de matar e ainda por cima greve no transporte num dia em que tudo se acumulou pro lado errado, caminhada de 1 hora e meia até chegar em casa exausta pra fazer ainda um trabalho de faculdade. Cansaço? Imagiiiina!!!

Pessoa que começou o semestre louca, procurando compensar as primeiras semanas de aula perdidas, nem podia esperar outra coisa: termina o semestre quase morrendo – semestre ainda não terminou, mas já estou prevendo. Cheguei até a duvidar se realmente vou conseguir chegar até o final deste curso – curso que passei 10 anos da vida tentando fazer! Bem, também já tinha previsto que teria algum momento, mais cedo ou mais tarde, assim.

E agora, José?

A gripe tá passando, as costas continuam doendo, muitas tarefas pra semanas atarefadíssimas, nem consigo lavar roupas e tenho que me preparar também pra viagem e treinamento que farei no início do próximo mês.

Sinto que vou é dormir nos dias dos jogos da Copa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s