Orgulho e Preconceito

(Pride and prejudice / 2005) ***

 

Historinha: na Inglaterra vitoriana, uma família com duas filhas para casar com homens ricos.

:D

– valsar junto com a câmera, correr com as garotas, observar em um instante um determinado olhar ou sorriso

– o jeito faceiro e atrevido que Keira traz pra sua Elizabeth Bennet, e o jogo cênico com Darcy, que faz a gente realmente torcer pro casal

– risos genuínos com a preocupação das meninas em se casarem, com a falta de jeito do senhor Bingley, com a mãe exagerada como todas as mães, até mesmo com a tia encarnada pela Judi Dench

– como Donald Sutherland acrescenta! A cena em que seus olhos umedecem ao compreender o amor da filha

– e de repente até uma time lapse bem feitinha ali no balanço. Fotografia que contribui – na tempestade, na manhã clara. A câmera que afasta e revela um enorme afastamento.

 

D:

– ainda não li esse livro!

– e o senhor Wickham pareceu ter sido tão fácil esquecer

– imagina que tristeza era a vida das mulheres nessa época, que pasmaceira… costumes de época, quem não gosta muito pode se entediar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s