Audiovisual – semana #16

Começando o segundo semestre, na primeira semana de agosto, depois de mais de um mês de Copa e férias. Estou tentando começar direito desta vez, mas já prevendo que vou faltar 3 semanas lá por setembro! E o Anima Mundi? Eu perco tudo, gente, ficando louca pensando nas próximas viagens já marcadas na agenda…

 

(04/08)
Primeiro dia sempre aquela preguiça e não sei por quê, fico achando que ninguém vai! Acabei dormindo demais e cheguei só pra segunda aula, com a professora tentando ser democrática tentando dividir as turmas (temos as mesmas disciplinas, mas turmas diferentes). Eu fico com a Turma A e às segundas teremos “Projeto Integrador: Roteiro”.

 

(05/08)
Nesta terça e quarta deixaram programado pra exibir alguns curtas de outros semestres – e a preguiça?! Coisas atoladas do trabalho e acabei não indo.

 

(06/08)
Como no dia anterior eu não tinha conseguido adiantar nada, fui pra Mostrinha :) Vimos 2 curtas de ficção de 15 minutos, “Era uma vez Cecília” (sobre uma menina projetando num circo itinerante uma saída da realidade) e “Isqueiros” (sobre como isqueiros sempre tem a mania de sumir). Também 2 documentários curtas, “Que nada nos defina” (o legal foi a montagem com angústias de várias fases da vida de uma mulher, mas muito experimental pro meu gosto) e “Aqui para nós, ali para eles” (mãe e filho/a cozinhando – judeus, coreanos, colombianos. Ótima a cena em que a senhora fala da tradição que não é tão seguida na geração de hoje, com a câmera parando na cara sem jeito do filho).

 

(07/08)

(Introdução à direção de arte)

Uma primeira impressão sobre o que é a direção de arte, para ser pensada conforme o que se quer passar, a sensação, o sentimento. Explicações sobre o processo de avaliação e trabalhos durante o semestre.

 

(História do cinema brasileiro I)

Panorama geral sobre o que vamos abordar desse primeiro momento do cinema no Brasil.

 

(08/08) – História do cinema moderno
Sobre o período da história do cinema mundial, que não veremos necessariamente em ordem cronológica. Assistimos a “O vento” (The wind / 1929) ***.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s