Netflix – séries (de férias)

Eu fiz uma conta na Netflix no final de 2013, e confesso a vocês que quem mais vê filmes pelo canal é meu irmão, e que passei 2014 praticamente pagando pra não ver. Mas é claro que por pura falta de tempo. Porque se eu pudesse, ficava o dia inteiro vendo tudo, só pra fazer a Minha Lista de seleção do que ver a seguir, fico horas… Existem alguns pontos bem atrativos no Netflix, entre eles o preço acessível, considerando a quantidade de séries e filmes disponíveis. E eu posso ver pelo Playstation do meu irmão, pelo laptop deitada na cama, pelo celular tomando café da manhã. Outra coisa boa é que eu sou muito preguiçosa ocupada, e não dá pra ficar procurando na internet, depois esperar o tio Torrent chegar, enfim. No Netflix está ali facinho, é só clicar e começar a ver, e se eu não gostar muito, mudo de série, tudo bem. Um dos problemas que o pessoal reclama é que eles não têm títulos muito novos. Mas eu não ligo tanto pra isso, e a variedade é grande, dá pra se divertir bem, sim.

O que me fisgou mesmo no canal nas férias de 2013-2014 foi uma série exclusiva: Arrested Development (2003-). Primeiro, eu tinha visto aleatoriamente uma informação de que a série tinha começado em 2003 e daí ficou em suspensão por anos até voltar em 2014. Fiquei curiosa. Comecei a assistir, e não consegui parar! Vi as 3 primeiras temporadas num supetão, porque acontecia cada coisa louca com essa família sem noção (e, olha hein, isso foi antes do pessoal descobrir The Office (2005-)!). Se vocês acham que A Grande Família da Globo é muito ouriçada, precisam mesmo é ver essa série ácida de pessoas impossíveis, impagável.

2003-arrestedevelopment

Eu gosto das séries de comédia porque são episódios menores. E, nestas férias atuais de 2014-2015, depois de dias cheios de trabalho, nada melhor que um episódio descontraído pra relaxar um pouquinho. A temporada 06 de Friends (1994-) foi legal, mas estou começando outra exclusiva da Netflix, indicação da Ana Maria Bahiana, com um tema que eu gosto é mais (os bastidores de Hollywood): BoJack Horseman (2014-). Tem vozes de nomes conhecidos das séries: o próprio Will Arnet é de Arrested Development, Alison Brie de Community (outra que eu adorava), Aaron Paul da tão falada Breaking Bad.

2014-bojackhorseman

E estou começando a tomar gosto por outra coisa: começar a ver uma série pra ter o “feeling” e ler a sinopse dos episódios seguintes – dá pra saber do que se trata, mas nem sempre a gente quer ver uma série inteira pra ver no que vai dar, né. Exceto se for uma série que realmente me dê vontade de ver cada episódio, eu não preciso continuar uma série inteira (ê, mundo pós moderno, tão difícil de acompanhar…) Fiz isso com Once upon a time (2011-)… embora, bem, talvez eu continue a ver, vai. As princesas e o Robert Carlyle todo maluquete como sempre. Bem, minhas férias não são bem fééérias… mas pelo menos em algum momento do dia eu posso parar pra respirar e relaxar um pouquinho – e o Netflix é uma boa pra isso.

Anúncios

One Reply to “Netflix – séries (de férias)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s