Pra não falar que não falei dos lamens

Este mês de maio passou voando, enquanto eu me entretia com uma gripe por duas semanas e muitas coisas de mudança de casa… Filmes de super-heróis invadiram as telas e não me empolguei como deveria, mas percebi que nunca fiz posts aqui sobre uma comidinha que gosto bastante: os lámens!

É, já que desvinculamos as comidinhas dos cinemas perto, por que não falar deles neste frio que chegou já em maio aqui por São Paulo? Talvez eu mude o nome deste blog para “:D e as comidinhas”, o que acham?

O lámen é um tipo de miojo encorpado, uma sopa de macarrão com ingredientes a mais, prato chinês que virou super popular no Japão. Leio por aí que aqui em São Paulo houve meio que um “boom” de casas que oferecem o prato – talvez nem tanto quanto as hamburguerias, mas parece que realmente tem mais lugar além do Lamen Kazu pra comermos lamen. Eu fui experimentar algumas nas últimas semanas e inauguro aqui uma série de posts. Enjoy!

***

Aska

R. Galvão Bueno, 466
20160524-aska-totem

Eu comentei ali em cima do Lamen Kazu porque é uma casa localizada no Bairro da Liberdade que é bem famosa pela qualidade do seu lámen. E é bem gostoso mesmo, embora o preço seja um pouquinho salgado. Dentre os temperos básicos de um lámen, pode-se pedir de sal, shoyu ou misso, então por que não variar? E, pra dizer a verdade, a primeira casa de lámens que conheci em São Paulo (já faz bem uns 10 anos) foi o Aska.

20160524-aska-entrada
Lembro que fiquei super empolgada que o lugar parecia mesmo te transportar para o Japão, com a portinha de correr, os funcionários recebendo com um “Irashaimassê” (Welcome!), um balcão que dava pra ver a cozinha. E este também é um dos lugares mais baratos para se saborear um lámen, do outro lado da rua tem o Hachiko, por exemplo, que traz lámens com temperos diferentes de cada região do Japão. Mas enquanto no Kazu ou Hachiko sua tigela de macarrão sai por 30-35 reais em média, no Aska é 17-25 reais.

20160524-aska-cozinha

20160524-aska-balcao
Só que isso também emenda com outros fatores: primeiro, e mais importante, a casa não aceita cartões! E seeempre tem fila. E não é um lugar pra ficar horas papeando com os amigos, o lugar é apertado e eles querem que você coma logo e saia – se bem que, lámen no Japão também é esse prato rápido, que o pessoal vai, come e vai embora logo mesmo.

No menu, eles tem os itens tradicionais. E o sabor? Olha, pelo preço, o sabor está bem justo, viu? O massa do macarrão é boa, e ele vem bem resolvidinho. O que pedi nesta última visita foi o de “negui (cebolinha) missô lamen”:
20160524-aska-misolamen
Lugar simples e sem frescura, pra matar a saudade de comer um lámen.

Anúncios

Uma resposta para “Pra não falar que não falei dos lamens”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s