Desafio Dr Rocha e Diabetes – a frustração

Então nós aprendemos um bocado sobre alimentos e antes de chegar na parte de suplementos que o Dr Rocha indica, nós já ouvimos falar de muitos casos de pessoas que conseguiram fazer esse programa alimentar proposto e melhoraram bastante seu quadro, estão com glicemia bem mais baixa, emagreceram… Em seus vídeos, dr Rocha fala muito que provavelmente o médico vai ter que diminuir a medicação e insulina, talvez até nem precise mais usar.

Bem, eu não sei se esse programa funciona mais é pra diabéticos tipo 2, ou depende da gravidade do quadro da pessoa, e aí os efeitos ficam mais visíveis. 

Não sei se vocês se lembram dos primeiros posts que escrevi sobre este assunto, eu falava que acho que o programa podia funcionar pra alguns, mas dependia muito de cada pessoa.

Eu tentei, realmente, mudar minha alimentação por dois meses. Depois no início de novembro eu fiz novos exames de sangue em laboratório e finalmente hoje voltei ao médico. Na verdade, fui em um outro médico, porque eu não gostava muito do que eu ia antes. E querem saber? Não adiantou de nada.

Eu, comparando os resultados de exames, de agosto do ano passado e de novembro agora, sinto uma diferença (em agosto eu não tomava nenhum remédio já um bom tempo, agora também, desde fevereiro não tomo os remédios). Mas o novo médico passou praticamente a mesma receita que o outro. Sinvastatina pra colesterol, vitamina D, 2 comprimidos de gliclazida pela manhã e um outro remédio à noite. 

Não sei se vocês entendem o quão frustrante é isso. É como ter estudado um ano pro vestibular só pra constatar que seus resultados são os mesmos de quando você não fazia nada. É como nadar, nadar e perceber que voltou ao mesmo ponto. 

Eu não quero ter que voltar a tomar esse monte de remédios de novo… 

Mas, honestamente, eu não sei o que fazer. 

Outro dia eu brinquei com meu namorado, nós vimos aquele filme O náufrago (Cast away / 2004)*** e eu comentei que aquela era a dieta que um diabético deveria fazer: só coco e frutos do mar. É basicamente isso, acrescentando-se algumas hortaliças e abacate. Na verdade, morar numa ilha realmente ajudaria na dieta, né? Ora bolas, eu queria sim ser uma pessoa normal, poder comer pizza e macarrão, tomar refrigerante, chupar um sorvete. Mas pelo jeito, pra eu não tomar remédios, teria que fazer essa dieta do Tom Hanks.

Eu escrevo hoje só pra desabafar. Tenho certeza de que há milhares de diabéticos ou pessoas que sofrem de outras restrições diversas que acabam se deparando com esses momentos. De frustração, de estar de saco cheio e de querer largar mão de tudo.

Bem, na verdade não é só a dieta. Tem muitas outras coisas diante das quais fico com este sentimento, principalmente neste ano de 2016, essa é a sensação que fica no geral. Espero que vocês tenham tido um ano melhorzinho do que eu.

Se eu conseguir fazer a dieta do Tom Hanks, volto a escrever por aqui…

Anúncios

Um pensamento sobre “Desafio Dr Rocha e Diabetes – a frustração

  1. Não desista a dieta não tem nenhuma contraindicação, dedique-se verdadeiramente sem dar aquelas escapadas… conheço alguém que evitando os carboidratos diminuiu a medicação, não toma aquela insulina rápida…apenas aquela de longa duração … o índice glicêmico durante o dia fica 95 um dia comeu 3 pedaços de pizza o índice em duas horas subiu para 400. Ou seja é radical… tem que evitar os carboidratos e ir ao medico de 4 em 4 meses acompanhando. É uma coisa de se conviver melhor com a situação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s