Taverna Medieval em São Paulo

Amiguinhos e amiguinhas, eu confesso a vocês que nem era tão empolgada com Caverna do Dragão, nem sou tão fã assim daqueles filmes de Rei Arthur, cavaleiros, Robin Hood… mas posso falar? Visitar essa hamburgueria temática em São Paulo foi muito divertido, mesmo assim!

20170422-front

A única coisa que não foi tão divertida, e já vou escancarando logo de cara aqui no post, é o tempo de espera… Tudo bem que nós fomos num sábado (mas era meio de feriado prolongado!) e não chegamos tão cedo (foi lá pelas 19h). Mas a moça nos alertou que seria uma hora e meia de espera! E… foi mesmo, ela não mentiu.

Bem, enquanto você espera, pode tentar lançar umas flechas (por 15 reais) ou já escolher algumas bebidas, tem uns barris que servem de mesa ali fora. Não tenho fotos boas da área externa, porque ainda não tinha testado meu celu, e o local só abre à noite, então fico devendo essas fotos. Mas fomos em quatro e o pessoal decidiu rolar o dado – você rola um dado de 20 lados, o número que cair é a bebida em questão. E eles têm o crítico também! (o número 1 é o bartender que vai escolher qualquer coisa pra você, e nem está no menu)

20170422-menu

20170422-taverna-menubebidas

O hidromel élfico é mais suave (o dos anões é seco) e tava muito bom, docinho, numa taça de caveira. A “poção do Rei Arthur” me supreendeu por não ser tão forte também e as poções vem em frascos como naqueles desenhos animados… Eu pedi um milk-shake de limão, sem álcool, que tava muito bom também, sem ser enjoativo nem acentuado demais no azedo do limão. Numa próxima eu gostaria de experimentar o de amarula, hmmm.

20170422-taverna-menumilkshakes

Outra coisa engraçada que aconteceu é que quando vem chamar o nome da pessoa eles usam uma campainha, daí teve um povo que começou: “shame!” (Hello, Game of Thrones).

20170422-taverna-salao

Entrando, as mesas e cadeiras são simples, mas todos os atendentes estão vestidos à caráter, então você vê bobo da corte e donzelas circulando com os pratos. Ah, e tem uns frades… Um deles veio nos atender e ele tinha o broche de “Mão do Rei” (novamente, Game of Thrones). Daí ele comentou: “Isso significa duas coisas: que eu trabalho mais que os outros e que não sei se saio vivo no final do dia” hahaha. Também é bem apropriado que os atendentes usam “milorde e milady” com a gente.

20170422-taverna-detalhemesa

porta guardanapos

Vamos às comidinhas, então. Será que é só ambientação caprichada, ou eles capricham no sabor também? Um dos nossos pedidos foi a “Camponesa simples de nobre coração que vai todos os dias ao bosque para recolher lenha” – título enorme, mas que realmente existe no cardápio, tá aqui a prova, ó!

20170422-taverna-menusandubas

20170422-taverna-camponesa

É, um simples sanduíche de pernil. Mas tava saboroso. E notem que servem rusticamente também, no prato pesado de cerâmica. Aliás, o chopp vem nuns canecões também.

20170422-taverna-menuburgers

Quanto aos burguers, eu fui de “Escolha do taberneiro”.

20170422-tavernaburger

A escolha do taberneiro tem fondue de queijo e … bacon, claro! E, sim, gente, esse bacon aí não era super tostado e nem grosso e molengão, ou seja, gostei, pra mim esse é o ponto certo.

20170422-taverna-javali

20170422-taverna-javali1

Já a pedida de um amigo foi “O Bárbaro” aí em cima. Hambúrguer de javali, que tem uma carne mais branquinha (não sei qual o ponto?) e rúcula e um molho de tomate fresco que formou uma boa combinação, mais leve.

Aliás, os pratos e bebidas são medidos pelo grau de “medievalidade”, com espadinhas. E eles indicam a bebida que melhor combina com o lanche.

De sobremesas, fomos de “Nessie”.

20170422-taverna-nessie

É um snickers empanado com sorvete. ehe.

E entre uma comilança e outra, você pode ouvir uns menestréis! (é assim que chama?)

20170422-taverna-cantores

Se der sorte, pode jantar na mesa de barco viking! haha

20170422-taverna-barco

Mas o mais legal é que a proprietária do local veio perguntar se estava tudo bem, o que tínhamos achado, e deu a dica que podíamos ir no segundo andar e mexer nas quinquilharias.

20170422-taverna-espada1

Eu gostei da espada do Frodo, mas tinha várias outras, inclusive a Garra Longa… nhah, não peguei na espada do John Snow! (huahaha, tinha que ter alguma piada infame né). Ah, e uns capacetes viking pra usar e tirar foto.

Mas a minha maior diversão… só quem já deu muita risada com “Monty Python e o cálice sagrado” vai entender.

20170422-taverna-montypython

20170422-taverna-coelhinhu

Pois é. Com boas e rápidas bebidas, pessoal simpático e capricho no tema, a Taverna Medieval conquista corações. Eu me diverti muito e voltaria outras vezes, se não fosse a espera na fila. Ah! E também é fácil, fácil de gastar ali hein. Mas guardarei a minha via da notinha do cartão que lê “Caverna do Dragão” hihihi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s