Feliz 2020 e Globo de Ouro (mas… e a maratona do Oscar?)

Não dá nem para acreditar que já estamos no final do primeiro mês de mais um novo ano! Sinto que um milhão e um turbilhão de coisas já aconteceram e nem cumprimentei ninguém direito com os habituais agradecimentos e felicitações de ano novo, a passagem de ano foi comemorada de um modo diferente desta vez, com uma pequena viagem em família para Águas de São Pedro, para já dar início com alegria, boa comida, diversão e também um pouco mais relax, mais tranquilidade.

E parecia que meu ano cinematográfico também ia começar mais cedo, já que anteciparam a festa do Globo de Ouro e por conseguinte a temporada de premiações, inclusive o nosso tão popular Oscar. A festa do Globo de Ouro é sempre bem mais descontraída, com as celebridades comendo e bebendo (Joaquin Phoenix estava bêbado já ao fazer seu agradecimento, não estava?). Este ano ainda naquele clima de festas e esperança de ano novo, o último de Rick Gervais como apresentador e ele falando tu-do o que queria, e tinha ou não direito, até pedindo pro pessoal maneirar nos discursos políticos porque a gente não sabe de nada mesmo!

Alguns prêmios já eram de se esperar, pelo menos da Phoebe Waller-Bridge, do Joaquin, da Renée, do Brad Pitt, Chernobyl e obviamente Parasita (este ano não tem pra mais ninguém, tem?). Pra mim a surpresa ficou na trilha para Coringa, na animação Link Perdido levando e, principalmente no número de prêmios pra Netflix! Com tantas indicações, era de se esperar mais, não?

Mas achei legal o Elton John subindo lá e contando pra gente que finalmente tinham esse trabalho juntos. Também um momento gostoso a Charlize falando da admiração que tinha por Tom Hanks e a gente poder imaginar que o cara é gente boa na vida real também, é claro.

Gostei dos terninhos até mais do que o vermelho impactante da Scarlett Johanson, e aquela mesa de O Irlandês, hein? Fiquei imaginando esses velhos amigos se reunindo de tempos em tempos para jogar papo fora – e que altos papos sairiam não? Já dá até saudades deles juntos, porque assim como o próprio filme recente deles nos filosofa, logo logo não estarão mais por aqui… como é o destino de todos.

Certo, certo, sentiram uma certa nota melancólica neste último parágrafo, né? É, 2019 foi um ano difícil pra muita gente, com o novo governo nos golpeando no estômago a todo momento, digamos, entre outros. Já eu, estive mais ocupada dedicando-me à nova empreitada de vida (ser mãe!) e senti menos impacto em relação aos assuntos externos, digamos.

E este 2020 já começa cheio de desafios, já nasceu minha bebê! Ano novo, vida nova, literalmente! E uma nova vida pra mim também, vida de mãe – que, confesso, sou 0% apta a isso, sempre soube, desde os 15 anos de idade, por isso sempre disse que não ia ter filhos; porém, a vida acontece e então tudo o que podemos fazer é enfrentar. Um dia de cada vez.

Estes primeiros dias de puerpério não estão sendo nada fáceis, na verdade, o que vejo é uma coisa atrás da outra dar errado, desde o parto… e eu nem estou reclamando das dores pelo corpo todo, essas dores físicas eu aguento. A pressão psicológica e outros restos… já é outra história. Sério, foi MUITA coisa que aconteceu nas últimas semanas, mas este não é o post pra isso.

Daí, sempre que me sinto triste e estou sofrendo, pra onde corro? Qual é meu porto seguro? Meu alívio de alma, meu conforto? O cinema, é claro. Então isso quer dizer que está de pé a nossa tradicional maratona para o Oscar? Oh, well. Não acredito que vá conseguir ver 1917 e Jojo Rabbit na tela grande, mas… vamos ver alguns dos indicados e ter nossa diversão anual de votar e ver no que dá. Afinal, é uma das poucas coisas na vida que realmente gosto… que a gente possa se permitir, pelo menos um pouco, este ano.

Não tenho grandes expectativas pra este 2020 não, é só isso. E é o que desejo a todos também. Apesar das dificuldades, que possamos encontrar uma luzinha de alegria e nos permitirmos.

Então bora aproveitar que o Oscar nunca teve tantos indicados disponíveis em streaming, hein! Até curtas vai dar pra ver alguns por aí. Boa festa do cinema e até dia 09!

Um comentário em “Feliz 2020 e Globo de Ouro (mas… e a maratona do Oscar?)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s